terça-feira, 29 de novembro de 2011

Brasil abusa dos erros, perde para a Sérvia e se enrola na Copa do Mundo

29/11/2011 09h20 - Atualizado em 29/11/2011 10h36

Brasil abusa dos erros, perde para a Sérvia e se enrola na Copa do Mundo

Seleção falha muito no saque e leva 27/25, 20/25, 25/20 e 25/22 no placar

Por GLOBOESPORTE.COM Hamamatsu, Japão
O repertório de erros foi vasto e ofuscou o lampejo solitário no segundo set. Com 32 falhas ao longo do jogo, grande parte delas no saque, o Brasil foi superado pela Sérvia e se complicou na Copa do Mundo. A equipe europeia, que não tem mais pretensões no torneio, contou com grandes atuações do capitão Miljkovic e de Nikic para vencer por 3 sets a 1 (parciais de 27/25, 20/25, 25/20, 25/22) e tumultuar ainda mais a campanha brasileira no Japão. Na quarta posição, o time verde e amarelo deixa temporariamente a zona de classificação para os Jogos de Londres, em 2012.
O Brasil disputará a quarta e última fase em Tóquio. O próximo desafio será na madrugada de sexta-feira, contra o Irã. Em seguida, os adversários serão Polônia e Japão.
Seleção erra a mão no saque
vôlei brasil sérvia (Foto: FIVB)Sem pretensões na Copa do Mundo, Sérvia vence e
e complica o Brasil na competição (Foto: FIVB)
A seleção começou a partida com Marlon, Giba, Murilo, Lucão, Sidão, Leandro Vissotto e o líbero Serginho. Afobada e com muitos erros, sobretudo no saque, a equipe verde e amarela viu a Sérvia chegar com três pontos de vantagem na segunda parada técnica. Quando os rivais alcançaram 24/22, o Brasil se aproveitou de um ataque para fora e uma pisada na linha de três metros para empatar. Em uma cortada de Vissotto para fora, porém, os europeus fecharam em 27/25.
No segundo set, a bronca de Bernardinho surtiu efeito em quadra. A seleção abriu 3 a 0, e os rivais pediram tempo. Os erros sérvios foram se acumulando e dando ainda mais vantagem ao Brasil. Após a segunda parada técnica, Bruninho e Théo entraram nas vagas de Marlon e Vissotto. Com a boa sequência de Miljkovic no saque no fim da parcial, o treinador brasileiro parou o jogo e lançou Wallace para igualar a partida: 25/20.
O Brasil abriu a terceira etapa na frente, mas sofreu a virada em dois erros seguidos de contra-ataque. As falhas em série, principalmente - e novamente - no saque, deixaram a Sérvia com folga no placar na segunda parada técnica. Um a um, os brasileiros foram parados em bloqueios simples de Nikic e Miljkovic e viram mais um set escapar: 25/20.
vôlei vissotto brasil sérvia (Foto: FIVB)Vissotto foi um dos atletas que sofreu com os bloqueios do capitão sérvio Miljkovic (Foto: FIVB)
A seleção voltou à quadra no quarto set com Bruninho e Wallace nas vagas de Marlon e Vissotto. Quando a Sérvia fez 6 a 4, Bernardinho também colocou Rodrigão na rede no lugar de Sidão. As alterações não surtiram o efeito esperado, e a eficiência de Miljkovic e Nikic desequilibrou os brasileiros emocionalmente. Com Théo, o time verde e amarelo reagiu e reduziu a desvantagem de cinco para apenas um ponto. O treinador sérvio parou o jogo e esfriou a reação, e os rivais marcaram 24/20. Bernardinho também pausou a partida e roubou mais dois pontos, mas Mljkovic fechou a conta: 25/22.
Veja o resultado dos outros jogos desta terça:
Rússia 3 x 1 Cuba (25/23, 25/27, 25/18 e 25/12) - veja os pontos finais no vídeo ao lado
Polônia 3 x 0 Egito (25/21, 26/24 e 25/21)
Itália 3 x 1 Argentina (34/36, 25/20, 25/19 e 25/20)
China 3 x 0 Irã (25/19, 25/19 e 25/17)
EUA 3 x 0 Japão (39/37, 25/16 e 25/15)
Classificação, com pontos e jogos, com número de vitórias entre parênteses
1º - Polônia 22 e 8 (7)
2º - Rússia 21 e 8 (7)
3º - Itália 17 e 8 (6)
4º - Brasil 16 e 8 (5)
5º - Cuba 14 e 8 (5)
6º - Irã 12 e 8 (5)
7º - EUA 12 e 8 (4)
8º - Argentina 9 e 8 (3)
9º - Japão 8 e 8 (2)
10º - Sérvia 6 e 8 (2)
11º - China 4 e 8 (1)
12º - Egito 3 e 8 (1)  Fonte Globo Esport

Um comentário: